Mulher morre de desnutrição por carregar feto calcificado durante nove anos

Uma refugiada congolesa de 50 anos morreu de desnutrição severa após carregar um feto calcificado dentro do intestino durante nove anos.

De acordo com o estudo do caso, publicado no início do mês na revista científica BMC Women’s Health, ela apresentava sintomas persistentes de dor abdominal, gases e sensação de “borbulhar” depois de comer.

Depois de ter sido maltratada por médicos na Tanzânia ao perder o bebê devido a um aborto espontâneo, ela nunca mais frequentou o sistema de saúde. Este seria o nono filho da mulher.

Ao chegar nos Estados Unidos, exames de imagem confirmaram que se tratava de um caso de litopédio, que é quando o feto se desenvolve no abdômen e não no útero, gerando a calcificação. Essa complicação da gravidez é extremamente rara e pode permanecer assintomática.

Após o diagnóstico, foi indicado que ela passasse por uma cirurgia para retirar o feto e assim desobstruir o intestino. No entanto, por medo do procedimento, ela recusou e acabou morrendo por desnutrição 14 meses após chegar ao país. Isso ocorreu porque a presença do feto impedia a absorção eficiente de nutrientes e comprimia os demais órgãos.

Entre para os nossos grupos:

Compartilhe:

Últimas notícias

Mulher fica gravemente ferida após ser alvo de facadas em Cascavel

Mulher de 36 anos fica gravemente ferida após ser alvo de facadas na noite deste domingo

Mulher fica gravemente ferida após ser alvo de facadas em Cascavel

Mulher de 36 anos fica gravemente ferida após ser alvo de facadas na noite deste domingo

Adolescente de 13 anos morre afogado em córrego em Maringá

Um adolescente, de 13 anos, morreu afogado em um córrego ao lado da Avenida JK, na tarde

“Fotografia para o mundo”, afirma Bolsonaro sobre ato com 750 mil pessoas na Avenida Paulista

Em discurso, neste domingo (25/2), o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que o ato na avenida

Homem encontra moto durante “pesca magnética” no Rio Toledo

Na noite deste domingo (25), próximo à Rua Pedro Álvares Cabral, no Jardim Concórdia, em Toledo,

Chamar no whatsapp
Envie sua denúncia ou entre em contato
Envie sua denúncia ou entre em contato