Intolerância à lactose afeta mais de metade dos brasileiros

Embora o leite seja o segundo alimento mais consumido no planeta, ficando atrás apenas do milho, a maior parte da população apresenta algum grau de intolerância ao açúcar do leite. No Brasil, 51% da população tem tendência a desenvolver intolerância à lactose, segundo estudo realizado pelo laboratório de genética Genera. Além disso, uma pesquisa conduzida pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) sugere que a raça e a cor influenciam na digestão da lactose: 57% dos brancos e pardos, 80% dos negros e 100% dos descendentes de japoneses no Brasil apresentam algum grau de intolerância.

 

Esse cenário desafiador acelerou, nos últimos anos, as pesquisas para o desenvolvimento de produtos contendo a enzima lactase, o que permite que essas pessoas consumam produtos com leite sem reações adversas. Atualmente, é possível encontrar no mercado versões mastigáveis, odispersíveis e para serem ingeridas com água. Chegar a esses resultados demanda anos de pesquisas e o envolvimento de centenas de profissionais para testar formulações, explorar novos formatos e até aprimorar os sabores.

 

Investimento em pesquisa

 

A indústria farmacêutica Prati-Donaduzzi investe 5% do faturamento líquido em pesquisa, inovação e desenvolvimento de novos produtos, um valor que deve ultrapassar os R$ 80 milhões em 2023. Atualmente, 188 estão em fase de desenvolvimento em diversas áreas e devem ser lançados no mercado nos próximos 10 anos. O Sensilatte, uma das opções da farmacêutica com a enzima lactase, começou a ser desenvolvido em 2017. O objetivo inicial era criar um produto orodispersível, ou seja, de dissolução rápida em contato com a boca e a saliva. Hoje, ele é o único produto no mercado brasileiro com essa característica.

 

“Tínhamos a demanda de produzir algo mais prático, que pudesse ser levado na bolsa e, quando uma pessoa estivesse em uma pizzaria, bastasse colocar o comprimido na boca. Em questão de segundos, ele se desintegraria, permitindo que a pessoa comesse a pizza sem nenhum problema”, conta o supervisor de novos produtos da Prati-Donaduzzi, Vanderson Galan. “Realizamos estudos prévios, testamos vários excipientes até chegarmos a um modelo que consideramos ideal. A partir daí, iniciamos a produção em lotes-pilotos para testar o processo”, complementa Galan.

 

Todo o processo, desde a concepção até chegar ao formato final, que possui um formato abaulado no meio para que o comprimido se dissolva integralmente, demorou cerca de dois anos e envolveu mais de 100 profissionais. Em 2019, o produto foi lançado no mercado em versões baunilha e natural, e agora novos sabores estão sendo desenvolvidos para exportação.

 

Atualização constante

 

A supervisora de produtos nutracêuticos, Larissa Tescaro de Paulo, explica que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) revisa constantemente suas normas, o que leva à atualização contínua dos produtos já disponíveis. “Estamos sempre estudando o produto para cumprir todos os requisitos, conforme novas normas vão sendo atualizadas. Isso dá mais segurança para quem usa e faz com que a indústria invista cada vez mais em inovação”, afirma Larissa.

 

Fonte: Prati-Donaduzzi

 

Foto: Reprodução

Entre para os nossos grupos:

Compartilhe:

Últimas notícias

Motociclista sofre ferimentos moderados após colisão com carro próximo ao Lago Municipal em Toledo

Na tarde desta terça-feira (23), por volta das 16h00, um acidente do tipo colisão ocorreu na

Motociclista sofre ferimentos moderados após colisão com carro próximo ao Lago Municipal em Toledo

Na tarde desta terça-feira (23), por volta das 16h00, um acidente do tipo colisão ocorreu na

Ladrão que tentou dar uma de “espertinho” é capturado pela Guarda Municipal após furto de bicicleta em Toledo

Na tarde desta terça-feira (23), a Guarda Municipal de Toledo foi acionada por meio de rádio

Deputado Sperafico visita terras invadidas em Terra Roxa e cobra providências

Na última semana, a tensão aumentou significativamente em Terra Roxa, no Oeste do Paraná, devido à

Acidente na PR-317 entre Toledo e Ouro Verde do Oeste deixa motociclista gravemente ferido

Por volta das 17h00 desta terça-feira (23), um acidente de trânsito envolvendo dois veículos foi registrado

Chamar no whatsapp
Envie sua denúncia ou entre em contato
Envie sua denúncia ou entre em contato