Estudo aponta queda no efetivo das polícias militares e civis e crescimento das guardas municipais

O número de policiais militares na ativa caiu 6,8% na última década. Já as polícias civis encolheram 2% no mesmo período. Os números estão na pesquisa divulgada nesta terça-feira (27/2) pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Por outro lado, o volume de cidades com guardas municipais cresceu em 35,7% na última década.

 

O estudo, batizado de Raio-X das Forças de Segurança Pública do Brasil, faz um levantamento dos efetivos, salários, diversidade de gênero e carreiras. Para pesquisadores do Fórum, a redução nas polícias estaduais forçou prefeitos a investirem na criação das guardas municipais.

 

Em 2013, as polícias militares contavam com 434.524 agentes na ativa, sendo a maior força de segurança do país. Em 2023, o número caiu para 404.871. O contingente previsto do ano passado, por sua vez, era de 584.462. Ou seja, 69,3% das vagas foram efetivamente ocupadas. O baixo efetivo prejudica especialmente o policiamento ostensivo, de responsabilidade das PMs.

 

Das 27 unidades da Federação, 19 perderam policiais. O Distrito Federal (DF) registra a maior queda, com 31,5% menos servidores nos últimos 10 anos. Em seguida aparecem Rio Grande do Sul (22,5%), Paraná (19,4%), Santa Catarina (16,9%), Amapá (16%), Minas Gerais (13,7%) Amazonas (10,8%), Goiás (10,7%), São Paulo (8,9%), Tocantins (7,8%), Rondônia (7,2%) e Espírito Santo (7,1%).

 

Polícia Civil também encolheu

 

As polícias civis e técnico-científicas, também estaduais, contam com 113.899 servidores em 2023, contra 116.169 em 2013. Os estados que sofreram redução mais preocupante foram Rondônia (30,6%) e Rio de Janeiro (25,3%). As corporações são essenciais para a investigação dos crimes.

 

Já as guardas municipais têm um efetivo estimado em 95.175 homens e mulheres, espalhados entre 1.467 agências em 2023.  Segundo a pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 1.081 cidades possuíam guardas municipais em 2014.

 

Para os pesquisadores do Fórum, é urgente a realização de concursos para repor os quadros das polícias brasileiras, bem como rever as estruturas de carreira e salários. O estudo aponta ainda que um grande número de policiais é cedido para outros órgãos e instituições, o que compromete ainda mais o efetivo já insuficiente.

 

Correio Braziliense

Entre para os nossos grupos:

Compartilhe:

Últimas notícias

Missão Vocacional promete agitar paróquias do Decanato de Toledo neste sábado

Neste sábado (18/05) experiências de fé acontecem no Decanato Toledo através da Missão Vocacional MOVA 2024.

Missão Vocacional promete agitar paróquias do Decanato de Toledo neste sábado

Neste sábado (18/05) experiências de fé acontecem no Decanato Toledo através da Missão Vocacional MOVA 2024.

Adolescente de 14 anos continua desaparecida em Toledo e família segue desesperada por notícias

Desde as primeiras horas da manhã de terça-feira, 14 de maio, a família de Raiane Emanuele

Grave acidente de trânsito em Quatro Pontes deixa duas pessoas feridas

Por volta das 13h30 desta sexta-feira (17), a equipe do Corpo de Bombeiros de Marechal Cândido

Operação Delivery em Toledo resulta em duas prisões e apreensão de drogas

Na tarde desta sexta-feira (17), as equipes da Agência Local de Inteligência (ALI), ROTAM, ROTAM -

Chamar no whatsapp
Envie sua denúncia ou entre em contato
Envie sua denúncia ou entre em contato