Deputado Federal Sperafico critica adiamento do Plano Safra 2024/25

O Deputado Federal Dilceu Sperafico (Progressistas/Paraná) criticou duramente o adiamento do lançamento do Plano Safra 2024/25, que estava inicialmente previsto para ocorrer na última quarta-feira (26). A decisão do Governo Federal gerou repercussão negativa entre os representantes do agronegócio e lideranças políticas, que se mostraram preocupados com os impactos na agricultura brasileira.

 

“Mais uma vez o agronegócio brasileiro é surpreendido”, declarou o Deputado Sperafico. “O Plano Safra é algo fundamental para que o agronegócio, especialmente o pequeno, médio e grande agricultor, possam produzir. Num momento de dificuldades, onde os preços estão baixos e a demanda dos produtos está bastante parada, tivemos mais uma surpresa: o adiamento do Plano Safra pelo Governo Federal”.

 

O Sistema FAEP/SENAR-PR também lamentou o adiamento, destacando os problemas adicionais que isso gera aos produtores rurais do Paraná, que já enfrentam dificuldades na tomada de crédito e na falta de recursos para o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR)​​.

 

Sperafico criticou a postura do governo, afirmando que “é uma demonstração de que o Governo Federal realmente não se preocupa com aquilo que é o principal do nosso país, que é a mola propulsora do progresso. É graças ao agronegócio que o PIB é positivo e a balança comercial é positiva, e o Governo não dá a importância necessária a esse setor.”

 

A ausência da definição de recursos e regras do Plano Safra 2024/25 coloca os agricultores em uma situação de incerteza, prejudicando o planejamento da nova safra que começa oficialmente no dia 1º de julho. “Esse adiamento, mais uma vez, vai prejudicar os agricultores que precisam adquirir seus insumos para um plantio adequado. As empresas, que estão com seus estoques abarrotados, precisam vender para girar a economia, gerar empregos e renda. Esse adiamento é uma prova de que o Governo não está preocupado com o agricultor brasileiro” ressaltou o deputado.

 

A reação dos líderes do agronegócio e políticos como o Deputado Sperafico reforça a necessidade de um compromisso mais firme do governo com o setor agrícola, garantindo segurança jurídica e previsibilidade para os produtores. O adiamento do Plano Safra 2024/25 é visto como um desserviço, exigindo uma resposta rápida e eficaz para atender às demandas dos agricultores brasileiros.

 

“Aliás, pelo que notamos, o Governo Federal está somente preocupado com o MST, que é algo que só atrapalha o agronegócio”, concluiu Sperafico.

 

Por Clóvis Pedrini Jr.

Toledo, 27 de junho de 2024

Entre para os nossos grupos:

Compartilhe:

Últimas notícias

Jovem com problemas psiquiátricos desaparecida é encontrada em segurança no Jardim Maracanã em Toledo

Luciana Ferreira de Oliveira Pompeu, de 21 anos, que estava desaparecida desde a última quarta-feira (17),

Jovem com problemas psiquiátricos desaparecida é encontrada em segurança no Jardim Maracanã em Toledo

Luciana Ferreira de Oliveira Pompeu, de 21 anos, que estava desaparecida desde a última quarta-feira (17),

Homem é preso em Mercedes com barco carregado com 12.500 pacotes de cigarros

Um homem foi preso no sábado (20), pelo BPFRON e PF, com um barco carregado com

Caminhão carregado com leite pega fogo na PRC-280 entre Renascença e Vitorino

Na noite deste sábado (20), um caminhão carregado com leite pegou fogo na rodovia PRC-280, entre

Bênção de veículos lota ruas de Toledo durante festa de São Cristóvão

Na manhã deste domingo (21), a Paróquia São Cristóvão, na Vila Industrial em Toledo, realizou a

Chamar no whatsapp
Envie sua denúncia ou entre em contato
Envie sua denúncia ou entre em contato