Delegado Macorin detalha investigação que levou ao resgate de adolescente sequestrada em Toledo

Na manhã desta segunda-feira, dia 3 de junho, o Delegado Chefe Alexandre Macorin, da 20ª Subdivisão Policial de Toledo, concedeu uma entrevista coletiva na sede da delegacia para fornecer detalhes sobre a investigação que levou ao desfecho do caso da adolescente de 14 anos sequestrada em Toledo e posteriormente localizada em uma cidade de Santa Catarina. A operação mobilizou policiais civis de três estados.

 

O delegado iniciou sua fala descrevendo a complexidade do caso, detalhando que a jovem desapareceu deixando uma mochila com roupas, que foi encontrada próxima ao portão de sua residência em Toledo. O telefone da adolescente foi desligado imediatamente, e todos os sigilos possíveis foram quebrados durante as investigações.

 

Por meio de um jogo online chamado Free Fire, a polícia localizou alguns contatos da adolescente, incluindo um suspeito que já possuía um histórico de sequestro em 2017. Este suspeito esteve em Toledo na manhã do desaparecimento da jovem, conforme apontado pelas investigações.

 

Através de um veículo alugado na região próxima a Porto Alegre, foi possível rastrear a presença deste suspeito em Toledo na data do sequestro. Com colaboração efetiva da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, especialmente da Regional de Canoas e da DRACO, o sequestro foi desvendado, levando os policiais até uma cidade em Santa Catarina onde a menina foi encontrada.

 

O suspeito, identificado como tendo cometido crimes semelhantes anteriormente, foi preso. A menina, resgatada com sua integridade física preservada, foi encaminhada a Curitiba para procedimentos do Conselho Tutelar.

 

O Delegado Macorin enfatizou a colaboração entre as polícias dos três estados, bem como a rapidez do Poder Judiciário e Ministério Público, que agiram mesmo durante o feriado para solucionar o caso. Ele também alertou os pais sobre os perigos dos jogos eletrônicos, destacando que muitas vezes proporcionam contato com pessoas desconhecidas.

 

A operação contou com uma resposta integrada das polícias estaduais, demonstrando o compromisso das autoridades em garantir a segurança da sociedade.

 

A Polícia Civil do Paraná e de Santa Catarina trabalharam em conjunto, resgatando a adolescente desaparecida e prendendo o sequestrador. O esforço conjunto das instituições resultou em uma operação bem-sucedida, fornecendo um desfecho positivo para este caso complexo e delicado.

 

Da Redação

 

Entre para os nossos grupos:

Compartilhe:

Últimas notícias

Veículo furtado é recuperado e dois homens são presos por receptação em Toledo

Na noite da sexta-feira (21), por volta das 18h00min, a equipe ROTAM da Polícia Militar de

Veículo furtado é recuperado e dois homens são presos por receptação em Toledo

Na noite da sexta-feira (21), por volta das 18h00min, a equipe ROTAM da Polícia Militar de

Confusão em bar termina com ameaças e agressão em Toledo

Na noite da sexta-feira (21), por volta das 20h00min, a Polícia Militar de Toledo foi acionada

Polícia Militar de Toledo prende indivíduo por tráfico de drogas com auxílio de cão farejador

Na noite da sexta-feira (21), por volta das 22h30min, a equipe ROTAM, em operações com cães,

Ação conjunta da Polícia Civil e Militar intensifica fiscalização em Palotina e Maripá

Na noite de sexta-feira (21/06/2024) ocorreu um trabalho integrado entre a Polícia Civil e Militar da

Chamar no whatsapp
Envie sua denúncia ou entre em contato
Envie sua denúncia ou entre em contato